Jovens Igreja do Deus Forte

A Obra do Senhor Realizada por Esdras

 

 por André Rodrigues

Este é um livro impressionante que conta a respeito da vida do povo de Deus entre os séculos V e VI antes de Cristo. Juntamente com Neemias, Ageu e Zacarias.

Muito mais do que um relato histórico, esse livro conta sobre a Soberania de Deus e Seu governo sobre toda a história. É Deus governando reis (Pv 21.1) e dominando os fatos para um final feliz, como sempre, de Sua Vontade.

Nessa Soberania, Deus tem usado seus servos para realizar a obra. Vejamos através da história de Esdras, como a obra do Senhor precisa ser executada.

A Obra do Senhor é Realizada:

1) Com ofertas voluntárias (1.4):  É o povo ajudando na construção dos muros de Jerusalém, trazendo ofertas voluntária. Mas o que é interessante é o fato de pessoas de fora do povo de Israel serem movidas a contribuir com essa obra (v.4). Durante toda a história de Israel foi assim: no Êxodo do Egito (Ex 11.3), na restauração do cativeiro (Ed 1.4), e no início da Igreja Primitiva na pregação do evangelho (At 2.47). É importante lembrar o exemplo das igrejas da Macedônia (2Co 8 a 9), que deram-se primeiramente ao Senhor, para depois fazerem suas ofertas a Deus.

2) Com serviço voluntário (1.5):  Não só de uma liderança especializada e capacitada, mas também, e principalmente, de leigos. Tanto leigos como ministros foram chamados ao serviço. “…com todos aqueles cujo espírito Deus despertou…”.

3) Com uma noção de adoração (3.1-7): Os israelitas aprenderam que a pedra fundamental de uma nação é a comunhão com Deus. Por isso tiveram o cuidado, antes de mais nada, construírem um altar antes de falarem de Constituição (Carta Magna), relações comerciais ou industriais, direitos civis, eleições, etc… Nada fica de pé a não ser aquilo que esteja firme no Senhor (Sl 127.1-2). Só quando se busca em primeiro lugar a Deus é que há esperança de que a vida nacional ficará firme em todos os aspectos (físicos, morais e espirituais).

4) Com uma devoção/piedade pessoal (7.10): “Disposto” = preparado, alerta, em estado de atenção. Para a realização da obra do Senhor, precisamos estar pessoalmente preparados, não podemos viver na dependência de outros, esperando que outros façam. Esdras tinha disposto o coração. É disso que Deus precisa para sua obra, pessoas dispostas. O restante, Ele vai capacitar.

Conclusão:

 A obra do Senhor precisa ser realizada. Não podemos nos omitir e delegar a outros. Deus pode usar um pagão (reis Ciro e Dario) para realizá-la. Mas creio que é uma obrigação nossa. Esdras assumiu essa condição. Deve ser um exemplo a ser seguido!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s