Jovens Igreja do Deus Forte

Igreja Perseguida

Distribua a Palavra de Deus


Dawud entra na loja de uma rua movimentada da Síria. Depois de puxar assunto com o vendedor, ele pergunta:

─ Posso lhe dar de presente a Palavra de Deus?
O vendedor se surpreende. Hesita, mas responde:
─ Sim, aceitaria o presente.
Dawud entrega a Bíblia ao vendedor e diz:
─ Eu lhe dou esse presente sob uma condição: não guarde esse livro na estante sem abri-lo. Leia!

O trabalho de Dawud é perigoso, mas ele sabe que a Palavra de Deus
tem o poder para transformar vidas. Ajude ele e outros neste ministério!

A cada R$ 7,10 doados você possibilita a compra de uma Bíblia, que
será distribuída pelos colaboradores da Portas Abertas Internacional a pessoas que não conhecem Jesus e a cristãos que não têm acesso à Palavra de Deus.


COREIA DO NORTE | Destino: Campo de Concentração

Em janeiro, a Portas Abertas Internacional divulgou a Classificação de países por perseguição 2011, uma lista que classifica os países mais intolerantes ao cristianismo.

A Classificação tem por objetivo monitorar a situação daqueles que decidem servir a Cristo nas diversas regiões do globo. Ela é produzida anualmente desde 1994 para que os cristãos da Igreja Livre tenham conhecimento da situação de seus irmãos em várias nações.

O período analisado nesta versão é de 1º de novembro de 2009 a 31 de outubro de 2010.

O país que ocupa a primeira posição no ranking, infelizmente, não foi novidade. A Coreia do Norte é atualmente o país mais fechado ao evangelho, e ocupa o 1º lugar da Classificação há nove anos consecutivos.

Durante o período de análise da Classificação muitas mudanças no país causaram efeitos negativos em toda a população, incluindo os cristãos.

Devido às reformas monetárias, dois a cada dez norte-coreanos perderam suas casas. Além da crise econômica, o país foi atingido por desastres naturais e muitos morreram nas enchentes e deslizamentos de terra causados por um furacão.

DESTINO: Campo de Concentração

A situação para os cristãos piorou. O país inteiro convive com as premissas da ideologia ateísta e com a adoração ao “Grande Líder”, o ex-presidente Kim II-sung, já falecido.

Por conta disso, os cristãos não têm o direito de existir.

Há muitos riscos para os cristãos, até risco de morte. Em 2010, centenas de cristãos foram presos por diversas razões. Alguns foram mortos, outros sentenciados a campos de concentração.

Em um incidente, 23 cristãos da província de Pyungsung foram descobertos pela polícia. Três deles foram sentenciados à morte por causa das reuniões que faziam. Os outros 20 foram enviados para um campo de concentração.

Futuro Promissor?

Na política, uma revelação importante. Em setembro de 2010, Kim Jong-un, o terceiro filho de Kim Jong-II, o atual presidente, foi oficialmente indicado para o cargo de general e foi promovido como o segundo homem mais importante no comando da Comissão Militar Central. Essa atitude confirma a intenção do atual regime de fazer com que ele seja o sucessor de Kim Jong-II.

A questão é: a situação vai melhorar para os cristãos quando ele se tornar líder?

Tentativas Secretas

Deus está se movendo entre os norte-coreanos. O fato de o país ser o mais intolerante ao cristianismo gera atenção especial entre os cristãos da Igreja Livre e faz com que o Corpo de Cristo interceda por essa parte que está sofrendo.

Quando a Portas Abertas conheceu Lee, desertor norte-coreano, ele desconfiava de todos os cristãos.

Em primeiro lugar, ele tinha passado longos anos em um campo de concentração porque tinha sido pego ouvindo um comerciante cristão pregar. Sendo alguém de alta posição em sua província, Lee sabia que a fé cristã era proibida. Mas ele não voltou atrás em suas tentativas secretas de aprender mais sobre isso.

Assim, ele cumpriu sua sentença na prisão, forçado a trabalhar dia e noite e recebendo pouco alimento. Lee ainda tem pesadelos e se recorda do período como “um inferno vivo”.

Embora Lee tivesse sorte em sair de lá com vida, não havia nenhum lugar para ir. Pela primeira vez em sua história se encontrava sem dinheiro e sem comida. Assim, Lee arriscou a vida atravessando o rio que divide a Coreia do Norte e a China em busca de liberdade e alimento. No caminho, alguns cristãos lhe ofereceram ajuda, mas, quando encontravam problemas, deixavam Lee e outros refugiados norte-coreanos por conta própria. Lee estava amargurado e solitário.

 

Pedra nos Rins

Nick, um colaborador da Portas Abertas, encontrou Lee e insistiu em visitá-lo várias vezes. Foi quando ele aceitou ouvir outra vez o evangelho. Por fim, as visitas acabaram virando momentos de oração e conversas sobre a Bíblia.

Em um desses encontros, Nick percebeu que Lee estava sentindo muita dor. Ao sair, se sentiu na responsabilidade de continuar orando por Lee e, mais tarde, soube que o norte-coreano tinha pedra nos rins havia muito tempo e necessitava de cuidados imediatos. Mas o tratamento era muito caro e Lee se sentia inseguro por ser um refugiado. Assim, relutava em ir ao médico.

Quando Nick decidiu levar Lee ao médico, o diagnóstico foi pior do que esperavam. Aquele tipo de cálculo renal requeria duas cirurgias. Mas Lee só podia pagar por uma. Finalmente o médico concordou em tentar fazer uma única cirurgia, mas apenas se Lee assinasse um termo isentando o médico de qualquer responsabilidade se a cirurgia não obtivesse sucesso ou causasse a sua morte.

Intervenção Divina

Com sua vida em perigo, Lee resolveu se humilhar perante Deus. Quando Nick foi visitá-lo num outro momento, Lee lhe pediu que orasse por ele, dizendo: “Minha saúde precisa ser restaurada por esse Deus que você tem me revelado”.

Movido pelo Espírito Santo de Deus, Nick orou com ele até às 3 horas da madrugada. Enquanto orava, colocou sua mão sobre a área onde Lee sentia dores. Lee disse que sentiu uma sensação diferente. Quando terminaram de orar, Lee comentou que sentia algo derretendo em seu rim.

Os dois decidiram esperar uns dias e continuar orando antes de Lee voltar para outra consulta. Quando ele foi reexaminado, o médico ficou surpreso. Os exames revelaram que a pedra maior tinha se desintegrado e saído pela urina. E agora uma pequena pedra que ainda restava no rim poderia ser removida com uma cirurgia simples.

“Foi a graça de Deus que tocou meu coração e me motivou a ter intimidade com Lee, permitindo que o milagre da cura acontecesse”, disse Nick.

Depois de experimentar a cura miraculosa de Deus, Lee espera retornar para sua casa na Coreia do Norte e compartilhar com sua família que Deus realmente existe e que Ele o curou de forma milagrosa.